13
Para onde vão os vencedores?

No mundo de hoje apitam os vencedores
Cheios de amores
Cheios de dores

Chamam os demais
Que clamam por sinais
Envoltos em ideais
Morais e imorais
Anseiam ser alguém

Uma etapa vencida entre tapas
Destaca
A ganância
A arrogância
A riqueza
A tristeza
A destreza
A frieza
A influência
A incoerência
O egoísmo
O altruísmo
O dinamismo
Capitalismo

Na pretensão em me tornar alguém
Quem?!
Eu me perco de mim
Eu trabalho demais
Eu produzo sem paz
Eu me acho sagaz
Para correr atrás

Neste mar profundo de superficialidade fui capaz de enxegar
Para então questionar
E por fim destacar
A estupidez insana
Dessa lógica profana
De uma pressão social
Na busca de alguém que já existe
Desencana!

Neste planeta onde pousam
Mais de 7 bilhões de matéria orgânica
Estes tais vencedores
Assim como os perdedores
Os amadores
Os viajantes
Os vigilantes
Os sofredores
Vão todos pro mesmo lugar

Outras Poesias

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.