60
520 ANOS DE CEGUEIRA

O cego é aquele que não quer ver
Que não vê as mudanças no mundo
Que não vê os filhos crescendo
As pessoas indo e voltando

O cego é aquele que veste máscara
desde sempre
Que não se expõe,
Que não se opõe,
Que aceita e caminha com a massa.

É aquele que precisa de uma tragédia,
para enxergar o outro que vive na tragédia
desde sempre.
Que precisa da influência do jornal para se compadecer.

Mas o cego mesmo é aquele
Que depois de tudo isso
Ainda não consegue enxergar
Com a alma e o coração.

Outras Poesias

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.