64
SOBRE VIVER

SOBRE VIVER

A tardezinha, um chorinho parecia um gatinho miando.
Era o primeiro fôlego fora da rede de proteção a que estava acostumada.
Um ano depois começou a dar os primeiros passos, já tinha dentinhos e pronunciava as primeiras palavras.
Aos cinco anos tinha amigos, sabia se vestir e iniciava a alfabetização.
Aos doze anos já havia dado tchau para os dentes de leite, não era mais criança já entendia sobre fechamento e inícios de ciclos.
Aos quinze anos os resquícios da infância iam embora, novos vôos seriam alçados, sua jornada havia começado.
Aos dezoitos anos seu primeiro amor chegou, e com ele a responsabilidade veio dizer um olá.
De filha, irmã, neta, namorada, estudante, também era profissional. O primeiro emprego lhe deu as boas vindas.
Aos vinte e cinco usou um chapéu diferente, a graduação a cumprimentou e lhe abriu algumas portas.
Algum tempo depois Dra. Vinha antes do seu nome de batismo.
Nesse tempo sua vida mudou, o namorado virou marido, os filhos chegaram, as prioridades mudaram.
Não era mais só! Agora fazia parte de uma família e um serzinho pequenino a chamava de mãe!
E  de repente um chorinho, parecia um gatinho miando.
Era a família aumentando.
O primeiro netinho estava chegando.
O ciclo foi vivido e estava novamente iniciando!

Outras Poesias

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.