56
Natureza em Cores

No púrpuro mar do alvorecer
Singrando vai a baleia azul;
Faz belas ondas embranquecer
O cinzento corpo que vai ao sul.

Dourado radiante, o sol a pino sobe
Avermelhando o horizonte.
De longe vê-se o marrom esnobe
Da montanha alta, ocre monte.

Alaranjeia-se o céu enfim,
Tarde acabando anilada;
Surge a lua na negra noite
Brilha nova, bela prateada.

Outras Poesias

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.