2
Minha rainha

É tarde, seu corpo esgotado, ela mergulha em sua garrafa na esperança de afogar sua rotina, em seu olhar vejo incontáveis vivências, suas unhas comidas expressam seus pensamentos acelerados, mas sua boca não as deseja partilhá-lhas, e o que escuto são palavras e palavras sem ligação com o seu verdadeiro eu

Outras Poesias

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.