25
Eu Sou

Não sei se sou calmaria ou tempestade
Se danço ou se paro
Se divirto ou se entristeço
Na verdade, quem sabe?
Ninguém é um só, algo absoluto e fechado
O externo pressiona e a gente devolve
Como não projetar?

As vezes corro, por vezes paro
Tem dias que é evolução, em outros estagnação
Sequência exata não há
A vida nunca foi uma lógica
Altos e baixos estão aí
E isso que me move.

Eu vivo, eu sonho
Será que estou vivendo hoje
Ou estou vivendo para o amanhã?
A ansiedade desperta
A ansiedade cala
As vezes me trava
As vezes destrava
A linha da vida não é reta
Por que eu deveria ser?

Outras Poesias

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.