24
Demasiado Excesso

Não encontro aqui, para onde quer que eu olhe, o meio termo. O meio cheio… Ou seria o meio vazio? Não saberia discorrer sobre meios. Ou transbordo, ou sou fonte seca.

Desde que me entendo por mim, sou o próprio fogo que arde sem se ver. Quando força, forte em excesso, quando tristeza, triste em excesso, quando amor, amo em excesso, quando indiferença, excesso, quando fala, em excesso, quando defesa, excesso mais uma vez.

Só não encontro excesso nas coisas que por si só são serenas, por isso busco um dia ser tranquilidade, calmaria… mas em excesso. Por hora, longe disso.

Sou verdade em excesso, não uso máscaras, não tento agradar, não sei fingir, há quem diga que isso é bom, há quem diga que não. Busco o dom de entender as pessoas de forma doce e verdadeira, mas sem medo de apresentar a cada uma sua realidade.

Sempre vivi a flor da pele. Prezo pelo sentir e pelo demonstrar verdadeiro, sem medo da redundância, em demasiado excesso.

Outras Poesias

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais sobre o uso de cookies, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa política.